Destacado

Navegação

  • Informações sobre a Otoplastia
  • O que é a otoplastia?
  • Como sei se sou candidato a otoplastia?
  • Como é a primeira consulta?
  • Como escolher um cirurgião para otoplastia?
  • Como é feita a cirurgia?
  • Pós-operatório da otoplastia
  • Riscos e possíveis efeitos colaterais da otoplastia
  • Os resultados da otoplastia
  • Quais são as outras técnicas para realizar uma otoplastia?
  • Dúvidas Frequentes
  • Depoimentos
  • Bibliografía

Informações sobre a Otoplastia

A otoplastia ou correção das orelhas ondulantes geralmente ocorre após passarem por algum trauma, causando um grande complexo e tornando-se fonte de conflitos escolares ou constrangimento social. Esta operação está na décima primeira posição entre as cirurgias estéticas de maior sucesso no mundo.

Vídeo realizado por Dr. Socrates João de Oliveira

reduzir as orelhas

O que é a otoplastia?

É interessante saber que 5,6% da população, tanto do sexo masculino quanto feminima tem orelhas salientes e são atormentados pelo desconforto de viver com este defeito. A otoplastia é a operação que permite corrigir a posição das orelhas ondulantes, aproximando-as da cabeça. Além disso, essa intervenção também pode servir para reduzir o tamanho das orelhas grandes.

As orelhas salientes - também chamado de orelhas ou orelhas proeminentes para lidar com - são o resultado de um defeito anatómico do ouvido, devido a uma proeminência excessiva da bacia e a ausência ou redução de orelha dobras fisiológicas (hélice e anti-hélice).
A otoplastia permite, portanto, ao intervir sobre estas imperfeições, remodelando a forma da orelha, através da aproximamento das orelhas para mais perto da cabeça, a redução da proeminência da cartilagem da bacia e a criação de dobras ausente.

A intervenção dura cerca de 1 hora, ocorre sob anestesia local assistida, não fornece hospitalização e pode dar muitas satisfações aos pacientes que percebem isso.

Como sei se sou candidato a otoplastia?

Pessoas que gozam de um bom estado de saúde psicofísica e que possuem os ouvidos agitados e vivem com vergonha essa imperfeição são os melhores candidatos para realizar uma otoplastia. Os ouvidos ondulantes, muitas vezes, são mais freqüentemente um problema para os homens, que mal conseguem escondê-los de cabelos curtos.

Otoplastia, pode ser feito já em crianças de 5-6 anos, quando o ouvido atingiu o seu pleno desenvolvimento. Assim, é possível realizar a operação de correção das orelhas em movimento já em idade pré-escolar, caso os pais desejem evitar qualquer inconveniente com os colegas.

Otoplastia em crianças:

A maioria dos cirurgiões plásticos aconselha os pais a observar o comportamento de seus filhos em relação aos ouvidos antes de decidir se devem ou não fazer uma otoplastia. É preferível não insistir e esperar para verificar que a criança mostra por si só o desejo de não ter mais orelhas protuberantes e não falar com ele desta intervenção se não comentou. Crianças que sofrem com o problema devem ter um diálogo aberto com os seus pais. Em geral, são essas crianças que mais colaboram durante a operação e que ficam mais satisfeitas com o resultado.

consulta para a otoplastia

Como é a primeira consulta?

Durante a primeira visita, o cirurgião avaliará a extensão do problema e a forma das orelhas e recomendará a técnica mais eficaz para cada caso individual. Além disso, também fornecerá instruções a serem seguidas para se preparar com sucesso para a cirurgia de otoplastia.

Durante as visitas preliminares a qualquer cirurgia, é dever do paciente fornecer ao cirurgião todos os detalhes relativos à sua própria história e estilo de vida, para que o médico possa realizar todas as verificações necessárias (exames de sangue, análises clínicas, etc.) e avaliar a viabilidade da operação.

É importante conversar com o cirurgião sobre suas expectativas em relação à operação, para que ele possa dar sua opinião sobre os resultados realísticos que podem ser obtidos e que possam explicar ao paciente exatamente o que esperar da operação.

profissional de otoplastia

Como escolher um cirurgião para otoplastia?

Como acontece com qualquer operação de cirurgia plástica, é importante escolher um cirurgião certificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Faça sua pesquisa no site da Sociedade e verifique o campo de especialização do seu cirurgião.
Também recomendamos que você visite a clínica ou hospital onde o procedimento será realizado e verifique as condições das instalações.

Lembre-se:

-Escolha um cirurgião certificado, qualificado e experiente
-Solicitar informações sobre procedimentos, instalações e equipamentos
-Fale com mais de um cirurgião e encontre o que é certo para você
-Descobrir as taxas de sucesso e olhar para as imagens dos resultados obtidos por eles

Cirurgia de otoplastia

Como é feita a cirurgia?

A cirurgia da orelha é realizada com anestesia local e sedação, enquanto em pacientes mais jovens pode ser preferível à anestesia geral. A operação ocorre em um hospital ambulatorial com o retorno para casa ocorrendo logo após o fim da intervenção.

O processo leva de 30 minutos (se for realizada em apenas uma orelha) a 1 hora (se for feito em ambas as orelhas). O procedimento requer que o cirurgião realize pequenas incisões escondidas atrás da orelha ou entre as dobras naturais da orelha, de modo que não há cicatrizes visíveis. Através dessas incisões, o cirurgião pode prosseguir com a remoção de uma pequena elipse de pele do lado de trás da orelha, a fim de ser capaz de reposicionar e moldar a cartilagem auricular, fixando-o com pontos no novo posição.
Cada cirurgião irá adaptar a técnica com base nas características individuais de cada paciente, usando o procedimento e as medidas que ele considera mais apropriadas para cada caso.

Vídeo realizado por Clínica Salute

Pós-operatório da otoplastia

Uma vez concluída a operação, o paciente pode sair da clínica após cerca de 2 horas com a medicação que será aplicada no final da operação. O curativo consiste em uma bandagem colocada nas orelhas que no terceiro dia será substituída por um elástico a ser usado durante 2 semanas à noite. Que acrescentam que você pode retomar as atividades diárias normais já começando do dia depois do procedimento. Quanto aos esportes, especialistas recomendam esperar pelo menos um mês.

Durante o curso pós-operatório, é normal sentir certa dor, que ainda pode ser tratada pelo paciente através dos analgésicos prescritos pelo especialista. Além disso, durante o primeiro período, as orelhas podem aparecer inchadas, mas esse inchaço absorverá dentro de 30 dias. É possível que a sensibilidade das orelhas seja alterada por alguns meses, mas em qualquer caso não afeta a audição de forma alguma.


Riscos e possíveis efeitos colaterais da otoplastia


Os riscos ou complicações da cirurgia de orelha são aqueles de qualquer outro procedimento cirúrgico. Pode haver dor na aurícula que pode ser tratada com medicação para dor. É comum que surjam hematomas e a sensibilidade do ouvido seja alterada, mas se restabelecerá à medida que as semanas passam.

As complicações relacionadas à cirurgia da orelha não são frequentes e é uma intervenção bastante simples que se realizada por mãos experientes em instalações autorizadas pode dar bons resultados.

riscos da otoplastia

Riscos e possíveis efeitos colaterais da otoplastia

Os riscos ou complicações da cirurgia de orelha são aqueles de qualquer outro procedimento cirúrgico. Pode haver dor na aurícula que pode ser tratada com medicação para dor. É comum que surjam hematomas e a sensibilidade do ouvido seja alterada, mas se restabelecerá à medida que as semanas passam. As complicações relacionadas à cirurgia da orelha não são frequentes e é uma intervenção bastante simples que se realizada por mãos experientes em instalações autorizadas pode dar bons resultados.

Os riscos e complicações podem ser resumidos da seguinte forma:


Contusão e inchaço:
são comuns, mas desaparecem durante os dias. Um ouvido pode parecer mais inchado que o outro, dando uma aparência de assimetria que ainda se resolve na maioria dos casos.
Irregularidades:
são normais no pós-operatório imediato, até que a pele se adapte à nova forma de cartilagem.
Assimetria:
pequenas assimetrias são normais porque as orelhas nunca são as mesmas, nem mesmo antes da cirurgia.
Infecção:
esta é uma complicação rara, mas se ocorrer, a terapia antibiótica será dada pelo médico.

resultados da otoplastia

Os resultados da otoplastia

O resultado é geralmente estável ao longo do tempo, com uma boa satisfação do paciente. De fato, os benefícios psicológicos dessa intervenção geralmente são imediatos e melhoram a autoestima e as relações sociais da pessoa que decide se submeter a essa operação.

O resultado final é realmente apreciável entre 6 e 12 meses após a operação, quando a inflamação é completamente reabsorvida. É importante que o paciente trabalhe com seu médico para estabelecer objetivos reais quanto à aparência das orelhas que podem ser obtidas através de uma otoplastia: mais de setenta fatores contribuem para um bom resultado.Se o resultado não for satisfatório, ainda é possível intervir novamente após cerca de 3 meses da primeira operação.

Tenha em mente que é normal perceber pequenas assimetrias após a operação, porque é impossível fazer duas orelhas que são completamente iguais.

fios tensores

Quais são as outras técnicas para realizar uma otoplastia?

Os fios tensores
A otoplastia com fios de tração - também chamada de otoplastia não cirúrgica - pode ser realizada para corrigir as orelhas ondulantes ou a curvatura incompleta das dobras do antílice.
A intervenção, que leva cerca de 30 minutos, pode ser realizada na clínica com anestesia local e sem medicação, além de permitir o retorno imediato às atividades diárias normais. Os fios de tração são inseridos através de agulhas especiais na aurícula para fixar o cartilage do antélice e criar o vinco que antes estava ausente e levar as orelhas até a cabeça, eliminando o efeito de ondulação. O resultado é imediato e melhora com o passar dos dias devido à ação de ancoragem desencadeada pelo processo de fibrose dos tecidos tratados.

Dúvidas Frequentes

  • Otoplastia funciona mesmo? "Claro que funciona. No entanto, o cirurgião plástico precisa examiná-lo em consulta médica para verificar quais deformidades precisam ser corrigidas e entender suas expectativas e desejos em relação à cirurgia. Valores variam bastante." Dr. Márcio Ximenes
  • É possível reduzir o tamanho da orelha? "É possível remodelar e 'fechar' a orelha para que ela fique fique menos visível, mais rente a cabeça. Mas não é possível reduzir seu tamanho. Sim, não se preocupe, a cicatriz é discreta e fica escondida atrás da orelha (exceto em casos de quelóides, claro), local de difícil visualização."  Dra. Renata Magalhães
  • Com quantos anos é possível realizar a otoplastia? "A Otoplastia (cirurgia de orelha) pode ser feita a partir de 4 anos de idade. O ato cirúrgico dura de 1 a 2 horas. A alta hospitalar pode ser no mesmo dia ou no dia seguinte.  A recuperação é relativamente rápida. Volta à escola em uma semana. Para atividades físicas mais vigorosas precisa de 3 a 4 semanas."  Dr. Theodore Droubi
  • É possível a formação de queloide depois do procedimento? "Há cuidados em pós operatório incluindo até tratamentos com laser. Não existe atualmente nada que garanta que não terá quelóides. Agende uma consulta com cirurgião plástico para avaliação. Procure no site da Sociedade brasileira de cirurgia plástica."  Dra. Rosimara Bonfim
  • Qual o valor da otoplastia? "A otoplastia varia os custo, dependendo da técnica a ser utilizada. Normalmente os apcientes ficam pouco tempo afastado do trabalho, e conforme a profissão há casos que em 03 dias já retornam, desde que possam utilizar uma faixa semelhante ás tiaras de tecido. Consulte um crirugião plástico membro titular ou especialista da SBCP" Dra. Rosimara Bonfim
  • O earfold é permitido no Brasil? "O earfold ainda não foi liberado pela anvisa para uso no Brasil." Clínica Haim Erel


Depoimentos

"Realizei em 24/06/2017 resultado muito bom, sem dor, sem reações, ficou bonito e harmônico, ainda estou nas revisões, mas muito feliz com o antes e depois! Mudou minha autoestima, equilibrou minha face, recomendo a todos.

Se sua orelha não te ajuda, ajude-a rsrsrs vale a pena o investimento, você nao vai se arrepender. Tive a sorte de ter um ótimo cirurgiao o que faz toda a diferença."

Ver experiência"

Ivammart - Prado Ferreira, Paraná

"Fiz a cirurgia tem 15 dias e estou seguindo todas as recomendações médicas, já posso dizer que estou muito feliz com o resultado até agora."

Ver experiência

FabianoVencio - João Pessoa, Paraíba

"Estou muito feliz com o resultado. Já retirei o capacete, a sensação de retirar, é uma mistura de alívio, com curiosidade e um pouco de medo de levar um susto com o resultado. Durante o período em que ficamos com o capacete, a cirurgia sangra um pouco, e acaba sujando o curativo, mas os médicos dizem que é normal isso ocorrer. Nos primeiros dias, encontrar uma posição para dormir é bem complicado, mas o que pode ajudar bastante é aquele travesseiro de viagem em forma de U, pois não é recomendado dormir de lado em quanto a cirurgia não estiver cicatrizada. O que me ajudou muito, foram os vídeos de pessoas que já realizaram a cirurgia e postaram no YouTube, tem várias dicas bacanas. Obrigado e estarei aberto para mas perguntas e curiosidades!"

Ver experiência

RodrigoFerreiradosSa - Rio de Janeiro (cidade), Rio de Janeiro

"A informação contida nesta página em nenhum caso pode, nem pretende, substituir as informações fornecidas individualmente pelo seu cirurgião plástico, médico estético ou especialista. Em caso de qualquer dúvida, o seu cirurgião plástico fornecerá os esclarecimentos necessários. Se você está pensando em se submeter a uma intervenção de cirurgia plástica , procure um cirurgião plástico."