Tayane Rocha
Tayane Rocha
Escritora formada pela UFRJ, copywriter e community manager, sendo especialista no tema de cirurgia plástica desde de 2017.
Criação: 29 fev 2016 · Atualização: 22 fev 2019

Publicidade

Navegação

  • Informações sobre a radiofrequência
  • O que é a radiofrequência?
  • Que efeitos tem na pele?
  • Para quem a radiofrequência é indicada?
  • Como encontrar o profissional correto para executar radiofrequência?
  • O que acontece durante a primeira consulta?
  • Como é realizada a radiofrequência?
  • O que acontece depois do procedimento?
  • Quais são os resultados da radiofrequência?
  • Possíveis efeitos colaterais e riscos
  • Perguntas Frequentes
  • Depoimentos
  • Bibliografía

Vídeo produzido por Siamed

Informações sobre a radiofrequência

As radiofrequências têm sido utilizadas na cirurgia desde a década de 1920, a fim de produzir a coagulação dos vasos sanguíneos e prevenir o sangramento. Anos depois, descobriu-se que a transmissão de energia e calor tem a capacidade de gerar a produção de novas fibras de colágeno. Por esta razão, hoje, a radiofrequência expandiu seus usos e ganhou espaço no campo da Estética para melhorar o relaxamento da pele e as rugas.

Até alguns anos atrás, para eliminar a flacidez, a celulite e as rugas da pele, era necessário passar por intervenções cirúrgicas dolorosas e prolongadas, que necessitavam de um longo período de recuperação. Desde 2002 numerosos dispositivos de radiofreqüência foram criados usados ​​em tratamentos de beleza e são uma alternativa para aqueles que não querem se submeter cirurgia. De acordo com alguns estudos, atualmente apenas 5% dos pacientes escolhem a cirurgia convencional contra uma não invasiva, como a radiofrequência, ao contrário dos levantamentos realizados em 2012, onde esse número correspondia a 30% dos tratamentos.

radiofrequência diferenças

O que é a radiofrequência?

A radiofrequência é considerada uma bioestimulação física da radiação eletromagnética que, em freqüências entre 300 MHz e 3 kHz, produz energia, entra na pele e é absorvida e transformada em calor. Quando o calor produzido atinge uma temperatura entre 40-45 graus Celsius, obtemos a produção de novas fibras de colágeno por fibroblastos, melhorando a elasticidade e o tom da pele.

Cada um tem propriedades e características específicas e é dividido em 3 categorias de acordo com o seu mecanismo de distribuição elétrica:

Radiofrequência monopolar ou unipolar:
foi a primeira técnica a ser usada para tonificar a pele. Este sistema emite um fluxo de energia que vai de um eletrodo ou um pólo que está em contato com a pele através de uma placa que é aterrada na qual o outro pólo está localizado. A energia flui de um ponto para outro, produzindo a maior parte do calor no pólo ativo, e muito pouco no que está perto da placa no solo.

Radiofrequência bipolar:
utiliza dois eletrodos ou polos ativos que estão a uma distância específica. Ambos estão em contato com a pele e produzem uma energia alternada, que vai de um pólo a outro produzindo calor.

Radiofrequência multipolar:
utiliza múltiplos eletrodos ou polos, que geram uma distribuição de energia transversal, produzindo calor mais intenso e seletivo, o que permite trabalhar mais especificamente na área dentro dos pólos.


Atualmente, fala-se também de radiofrequência fracionada que utiliza um mecanismo semelhante ao já explicado, com a diferença que está associada ao uso de microagulhas, que criam pequenas inserções na pele que permitem a energia emitida pela radiofrequência para penetrar com mais precisão. É aconselhável realizar 6 a 8 sessões com duração de 20 a 30 minutos: as 3 primeiras semanalmente e as subseqüentes a cada duas semanas.

efeitos da radiofrequência

Que efeitos tem na pele?

Como consequência do calor produzido, as fibras de colágeno são encurtadas e contraídas, causando o efeito da tensão e da tonificação visíveis após o tratamento. Durante as sessões - feitas de acordo com o número de sessões indicado pelo especialista - os fibroblastos irão gerar novas fibras de colágeno, ajudando a dar um efeito prolongado de regeneração.
Nas células adiposas (adipócitos), o calor gerado pela radiofrequência faz com que elas acelerem seu metabolismo, promovendo sua destruição e melhorando, assim, a aparência da celulite. Também ajuda a melhorar a circulação sanguínea e a drenagem linfática, reduzindo o efeito da pele da casca de laranja.
A radiofrequência visa, portanto, melhorar:

  • Flacidez da pele
  • Rugas
  • Cicatrizes
  • Celulite
  • Circulação

sinais de flacidez da pele

Para quem a radiofrequência é indicada?

Este tratamento pode ser realizado em pessoas com todos os tipos de pele que apresentem sinais de flacidez da pele, tanto na face (pálpebras, contorno dos olhos, bochechas) como em qualquer parte do corpo (pescoço, peito, braços, abdômen ou pernas).

Também é usado para tratar a remodelação corporal quando depósitos de gordura localizados precisam ser reduzidos ou áreas afetadas pela celulite devem ser melhoradas. A radiofrequência pode ser usada sozinha ou em combinação com outras técnicas de medicina estética. Existem também dispositivos que aproveitam a radiofrequência para o rejuvenescimento vaginal para corrigir a flacidez da pele ou mucosas da área genital, especialmente após o parto (após a indicação do ginecologista). Pode ser usado em pessoas com incontinência urinária leve para melhorar o aspecto ​​da pele e ajudar a reduzir o desconforto.

A radiofrequência já pode ser feita aos 18 anos, mas a maioria dos pacientes que a solicitam tem entre 35 e 60 anos.

profissional correto para radiofrequência

Como encontrar o profissional correto para executar radiofrequência?

Antes de iniciar um curso de tratamento por radiofrequência, é necessário encontrar um médico ou um dermatologista que tenha recebido a preparação adequada sobre como realizar esta técnica e que possua uma certificação ou qualificação que possa atestar.

Embora seja considerado um procedimento simples, como qualquer outro tratamento, a radiofrequência também apresenta riscos se não for realizada corretamente. Portanto, é importante ir a uma clínica estética ou dermatológica que tenha equipamento adequado aprovado para esse uso.

maneiras de diminuir a flacidez

O que acontece durante a primeira consulta?

Durante a primeira visita é necessário realizar uma avaliação completa, ver em quais áreas será necessário trabalhar e, se necessário, com quais técnicas combinar a radiofrequência.

Se o motivo da visita foi devido a um desejo de corrigir rugas ou flacidez de pele facial deve ir para visitar sem maquiagem ou maquiagem. O médico ou esteticista fará uma avaliação completa da extensão da imperfeição e explicará quais resultados serão obtidos e, finalmente, indicará o número mais apropriado de sessões. Geralmente, nesta ocasião, também são feitas fotografias da situação de partida, a fim de compará-las com os resultados obtidos após o tratamento durante os check-ups.

Por último, é importante lembrar que este é o melhor momento para informar o seu médico sobre quaisquer dúvidas ou preocupações sobre o tratamento, para que você possa esclarecê-las antes de iniciar as sessões.

Vídeo realizado por Clínica Fina Estampa

Como é realizada a radiofrequência?

Durante o procedimento, o paciente é deitado em uma cama para que a pele seja limpa e um gel de ultrassom especial é aplicado na área do rosto ou corpo a ser tratado. Neste ponto, o médico ou esteticista usará a peça de mão realizando movimentos circulares na área a ser tratada. Através desses movimentos, as ondas eletromagnéticas cruzam as diferentes camadas da epiderme até atingir a faixa muscular.

O que o paciente sente é uma sensação de calor, que pode ser intensa, mas deve ser sempre tolerável e você não deve sentir uma sensação de queimação. O médico ou esteticista deve sempre manter a temperatura em que você está trabalhando sob controle, para que eles possam garantir a realização do tratamento corretamente.

efeitos colaterais da radiofrequência

O que acontece depois do procedimento?

Os efeitos colaterais são poucos e de curta duração. A pele ficará um pouco vermelha e a área tratada pode parecer um pouco inchada e sensível. Dependendo da técnica de tratamento e da predisposição pessoal, esses efeitos podem aparecer em maior ou menor grau. Para preveni-los, você pode aplicar compressas frias ou gelo, sempre seguindo o conselho do operador que realizou o tratamento.
Quaisquer sintomas que possam surgir e que não estejam entre os explicados pelo médico ou pelo esteticista, devem ser imediatamente relatados, especialmente se houver bolhas, manchas ou erosões na área em que o tratamento foi realizado.

resultados dos tratamentos para a flacidez

Quais são os resultados da radiofrequência?

O efeito lifting já é visível no final do tratamento ("efeito flash"), graças à ação de contração das fibras de colágeno. Durante as sessões e semanas, o colágeno se regenera nas camadas mais profundas e uma pele mais tonificada com menos rugas e flacidez pode ser notada. Isso geralmente pode ser visível a partir do primeiro mês.

Tenha em mente que o resultado final também dependerá da condição inicial de partida e do grau de relaxamento cutâneo, e que cada paciente pode ter uma reação diferente. Alguns vão precisar de mais sessões que outros, por exemplo.

riscos da radiofrequência

Possíveis efeitos colaterais e riscos

O principal risco é provocar queimaduras na pele se a temperatura do dispositivo não for regulada adequadamente durante o procedimento, ou se o tratamento adequado após o tratamento não tiver sido seguido. De fato, é importante evitar a exposição ao sol ou altas temperaturas durante os dias seguintes à sessão. Os riscos e contra-indicações, no entanto, são muito raros, mas é necessário não realizar o tratamento nos seguintes casos:

  • Gravidez
  • Epilepsia
  • Neoplasias

Perguntas Frequentes

  • Radiofrequência pode causar câncer? "Apesar do nome da radiofrequência lembrar 'radiação', são princípios bem diferentes, e a radiofrequência não está associado a desenvolvimento de câncer." Clínica Elizeu Lavor
  • Radiofrequência é uma opção para as rugas? "Infelizmente não, só mesmo para tratamentos de face e pescoço." Clinica Domingos De Paola De Cirurgia Plástica 
  • O plano de saúde cobre esse tratamento?  Os planos de saúde geralmente não cobrem procedimentos estéticos, de toda maneira é necessário buscar a consulta do seu plano para saber mais detalhes sobre a possibilidade.

Depoimentos

"Fiz um tratamento de radio frequência na barriga para reduzir as estrias, que adquiri apos uma gestação de gêmeos. meu receio era a dor, que por sinal era desconfortante. Infelizmente não pude concluir o tratamento por falta de dinheiro, mas melhorou bastante. Tenho um sonho de fazer uma abdominoplastia, pois a flacidez não acaba, ja que não tenho tempo de fazer exercícios físicos."

Ver experiência

Thais35 - Palmas (Tocantins), Tocantins

"Eu tinha muitas manchas no rosto e também rugas de expessão, estava incomodada com isso. Procurei um especialista e ele me recomendou um tratamento com Fraxx, que é a radiofrequência fracionada. Doeu um pouco, mas suportável. Adorei o resultado e quero fazer de novo. Muito bacana, recomendo!"

Ver experiência

Nil_9298 - Barueri, São Paulo

"A informação que aparece nesta web é apenas indicativa e nunca pode substituir a informação que o seu médico, cirurgião ou especialista em estética e plástica deve fornecer. Se você estiver avaliando a possibilidade de realizar qualquer tratamento ou intervenção médica (também em caso de dúvidas ou perguntas), vá diretamente ao seu médico especialista para lhe fornecer as informações correspondentes. Cirurgia.net não garante ou recomenda qualquer conteúdo, procedimento, produto, opinião, profissional de saúde ou qualquer outro material e informação neste guia ou em qualquer lugar deste site."