Informações sobre o tratamento

A labioplastia é um tipo de cirurgia íntima que está relacionada à diminuição dos pequenos lábios vaginais. Algumas mulheres se sentem desconfortáveis com o alargamento dos bordos internos e buscam com esse procedimento a remodelação da área íntima. Durante a cirurgia, também conhecida como ninfoplastia, são removidas a pele e a mucosa em excesso, melhorando a estética e a funcionalidade da região íntima. A labioplastia pode demorar de uma a três horas, depende da necessidade de cada paciente.

Tempo intervenção
1 hora
Anestesia
Local
Hospitalização
Não é necessária
Recuperação
6-7 dias
Efeitos
Imediatos
Resultados
Duradouros

O que o custo pode incluir

  • Gastos com hospital
  • Cirurgia
  • Anestesia
  • Revisões

Vantagens

  • Reduz o tamanho dos lábios vaginais
  • Elimina o desconforto durante as relações sexuais e com o uso de determinadas roupas
  • Não afeta a gravidez ou o parto
  • Aumenta a autoestima da mulher

Resultados esperados e riscos

Os resultados são duradouros, uma vez que a região íntima sofre alterações provocadas por flacidez e envelhecimento natural. Entre os principais riscos da labioplastia, está a má cicatrização, assimetria dos lábios e perda temporária de sensibilidade na região.

A intervenção

Na labioplastia é retirado o excesso de mucosa e realizada a remodelagem dos lábios vaginais. As incisões são fechadas com pontos e as cicatrizes são disfarçadas pelas protuberâncias da mucosa.

Cuidados após a intervenção

Para amenizar o inchaço, podem ser recomendadas compressas frias por 3 dias. Depois desse período, a paciente pode retornar ao trabalho, sem realizar esforços. As atividades físicas podem retomadas depois de 3 semanas e é necessário esperar até 45 dias para ter relações sexuais.

Contraindicações

A cirurgia não é indicada para gestantes, lactantes, pacientes com problemas infecções ou problemas de pele na região íntima, problemas de cicatrização e de coagulação e com doenças cardiovasculares. A labioplastia não deve ser realizada por mulheres em período menstrual.

O conteúdo publicado por Cirurgia.net é apenas informativo e orientado a compreender, de forma geral, em que consiste um tratamento em condições normais. Esta informação não pode ser considerada, em nenhum caso, como conselho médico.

Experiências

Ver todas
Algum tempo comentei num post de uma menina (Marlene88), que tinha um problema parecido com o meu, o quanto estava esperançosa, com a possibilidade de fazer uma cirurgia para corrigir meu problema. Infelizmente, meu sonho virou pesadelo. Então já vou começar com um conselho; só faça uma cirurgia depois de comprovar que o médico tem experiências e de comprovar os resultados de outras pessoas. As vezes o barato sai caro. Eu tenho 38 anos e sofria de hipertrofia dos pequeno lábios e clitóris, e isso sempre me incomodou muito ao ponto de afetar minha vida sexual. No início eu só tinha vergonha e só me relacionava no escuro, com o tempo foi piorando e eu acabei por não consegui mais investir em relacionamentos novos e consequentemente fiquei sem namorar por 13 anos. Venho a muito tempo pesquisando sobre a cirurgia, fui lendo experiências de muitas mulheres e criei coragem para fazer minha sonhada cirurgia. Deu um pouco de trabalho encontrar um médico especializado porque meu maior problema era o clitóris e eu só achava quem fizesse redução do prepúcio e não do clitóris. Até que encontrei um médico do Rio de Janeiro que faz. Me preparei, tomei dinheiro emprestado e marquei minha férias. Só que eu também precisava fazer uma cirurgia no Túnel de Tarso e já vinha correndo atrás pelo SUS há 3 anos, até que no mês de junho eu consegui. Na primeira consulta eu falei para o médico que estava tendo um infecção urinaria recorrente e que achava que eu tinha prolapso genital (bexiga baixa) ele quis me examinar e eu disse que não porque tinha vergonha de minha vagina e expliquei porque e que já estava acertando para fazer a cirurgia. Então ele me disse que faria, mas eu me recusei porque queria fazer com especialista. Na segunda consulta ele insistiu mais uma vez para me examinar e eu acabei deixando e ele constatou que eu tinha mesmo prolapso vaginal, mas me disse que só faria a cirurgia se eu deixasse ele fazer a cirurgia intima, mais uma vez eu me neguei e expliquei que queria uma especialista porque gostaria de reduzir principalmente o clitóris. No dia da cirurgia ele me disse que se eu não fizesse a cirurgia minha bexiga iria sair para fora, e me disse que iria fazer também a intima. Eu expliquei que a bexiga não me incomodava e sim o pé então ele me disse que iria fazer tudo. Eu só vi o médico na sala cirúrgica, portanto não houve nenhuma possibilidade de conversar antes, nem de ponderar, teve que ser uma decisão rápida. Como se tratava de um médico renomado, e como eu já havia falado que queria fazer o clitóris com especialista, eu só pensei que poderia economizar com a redução dos pequenos lábios e se ficasse bom talvez nem precisasse reduzir o clitóris. E se ele estava se oferecendo ele provavelmente já havia feito. Nos primeiro dias pos cirurgia eu senti tanta dor que não me preocupei muito em olhar como tinha ficado, só olhei 4 dias depois quando tirei uma foto e meu mundo caiu. No inicio não deu pra ver a extensão do estrago. Por conta das dores que eu estava sentindo eu não conseguia me concentrar em nada. Foram 15 dias de dores intensas e mais 15 dia de dores moderadas, não por causa da cirurgia intima, mas a do períneo. Depois dos primeiros 15 dias foi que começou a cair a ficha do que ele tinha me feito. O médico cortou totalmente os pequenos lábios, deixando alguns pedacinhos em cima. No clitóris não da nem pra saber o que ele fez, parece que ele abriu no meio tirou um pedaço e depois costurou de qualquer jeito. O clitóris agora está aberto e exposto com um topo pequeno endurecido. Já imagino quando voltar a trabalhar como vou usar calça com o clitóris exposto. Resumindo tudo, ele me mutilou, e no processo destruiu minha chance de ter uma vida normal. Se antes a minha principal preocupação era não perder a sensibilidade, agora é saber se algum filho de Deus consegue diminuir o estrago, pelo menos melhorar a aparência. Já conversei com o médico que eu estava pensando em fazer a cirurgia, mas vou ter que esperar 3 meses para fazer uma avaliação. Eu sei que muita gente vai achar que é um exagero, mas o baque foi tão grande, que perdi a vontade de viver. Foi como se minha chance de mudar de vida tivesse escorrido pelo ralo. Choro o tempo todo e já me várias vezes cortando o clitóris fora. Estou desesperada e sei que as chances de concertar são pequenas. O pior é que ganho salário mínimo e comprometi 30% no empréstimo e gastei uma parte desse, porque ainda não consegui da entrada no INSS e só tem data em janeiro, ou seja 5 meses sem receber salário. Estou muito angustiada e nem sei mais o que fazer.
64 comentários

Depois de muito pesquisar e tomar coragem, fiz minha labioplastia aos 34 anos, com uma das melhores cirurgiãs plásticas de BH, no dia 31-10-17. Tive um inchaço absurdo mas que pode ocorrer. Hoje, mais de dois meses depois ainda tem um certo inchaço mas está se ajeitando porque o prazo pra o resultado final são 6 meses. Liguei pra médica e ela vai marcar uma nova avaliação mês que vem. Caso precise, farei de novo pra ficar esteticamente como quero. Funcionalmente melhorou muito o sexo e a candidíase recorrente. Agora é aguardar. Mas mesmo com esses contratempos, vale muito a pena...

7 comentários

Temas do fórum

Ver todos
Temas Mensagens Última mensagem
Um dia pós cirurgia
Anônimo · Belo Horizonte (Minas Gerais)
Anônimo 7 15 Jan 2018
7 15 Jan 2018
113 13 Jan 2018
6 13 Jan 2018

Vídeos

Ver todos
Pergunte ao médico

perguntas

Ver todas

Ola, me chamo Daphine e tenho 23 anos. Sou de migo das cruzes, sp. Desde que me conheço por pessoa, minha vagina sempre foi assim (muitas diziam que isso acontecia depois de gravidez, ou aumento de peso, o que não foi o meu caso, não tenho filhos, e não engordei nem emagreci nesse tempo) durante um tempo eu tentei aceitar, mas não deu muito certo. Me sinto envergonhada com isso, não tenho relações íntimas a bastante tempo, não uso biquíni, nem roupas justas (roupas justas machucam demais) esse ano de 2018 decidi fazer a cirurgia e estou a procura de um médico especializado nisso. Só que não sei como funciona.

Ainda não tem respostas

Quem é virgem corre risco de perder a virgindade ao fazer a cirurgia de labioplastia?

Dr. Ricardo Kruse

A melhor resposta

Olá! Pode-se afirmar que é praticamente impossível uma paciente virgem o deixar de ser só por realizar uma labioplastia. Explico: a labioplastia , como o próprio nome diz, é a cirurgia dos lábios vaginais, localizados na parte externa do órgão genital feminino (que recebe o nome de vulva na verdade, e não vagina como é comum se escutar por aí) enq ... ler mais

2 respostas ler mais

Artigos

Ver todos

Centros destacados

Ver todos

Dra. Leandra Bittencourt

4 recomendações

A Dra. Leandra Bittencourt possui o título de membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, proporcionando qualidade e seriedade em cada procedimento oferecido. Seu excelente conhecimento é frequentemente reciclado em palestras e congressos na área médica. Efetua intervenções plásticas tanto na área estética como reparadora. EspecialidadesA experiente Dra. Leandra Bittencourt, CRM-PR 18719 / RQE 14025, atua com grande compromisso para obter excelentes resultados. Realiza mastopexia, abdominoplastia, lipoaspiração, lipoescultura, aplicações de botox, peeling, aumento e redução de seios e mamoplastia.LocalizaçãoA clínica fica estabelecida com excelente localização na cidade de Curitiba. Faça um primeiro agendamento para avaliação médica.Responsável técnico: Dra. Leandra Bittencourt, CRM-PR 18719 / RQE 14025

Curitiba Paraná

Clínica Fina Estampa

1 recomendação

A Clínica Fina Estampa é um espaço moderno e bem equipado, que reúne toda a infra-estrutura necessária para cuidar da estética do seu corpo e rosto, sempre com muita segurança e resultados satisfatórios. Nossos tratamentos são inovadores e as técnicas utilizadas por nossos especialistas são aprimoradas ao longo de anos de experiência em estética.À frente do setor de cirurgia plástica, está a Dra. Giovana Haeser, CRM 21254 / RQE 13311 e 15029. Nosso centro também conta com dermatologistas, odontologistas, fisioterapeutas, esteticistas e especialistas em ortomolecular.A sede da Clínica Fina Estampa está localizada em Porto Alegre e atendemos pacientes interessados de toda a região. Entre em contato e agende uma consulta com um dos especialistas.ginecomastiamamoplastiaplástica do abdômenlipoesculturamicropigmentaçãoclareamento dentalortodontiabotoxpeeling

Porto Alegre (Rio Grande do Sul) Rio Grande do Sul

Dr. Marcio Littleton

2 recomendações

O trabalho realizado pelo Dr. Marcio Littleton é marcado pela ética e pelo profissionalismo, visando sempre a satisfação de seus pacientes. Você receberá um atendimento individualizado, focado em suas necessidades.EspecialidadesO Dr. Marcio Littleton, CRM-RJ 820890 / RQE 18853, conta com sólida experiência na realização de cirurgias plásticas estéticas e reparadoras. Entre outras intervenções, atua com otoplastia, feminização ou masculinização facial, lipoaspiração de alta definição, mamoplastia de aumento com prótese de silicone por via axilar e vias tradicionais, blefaroplastia, cirurgia íntima, redução de clitóris, transgenitalização ou cirurgia de redesignação sexual e também com tratamentos menos invasivos, como aplicação de preenchimentos e de botox.LocalizaçãoA clínica conta com excelente localização na cidade do Rio de Janeiro. O atendimento também pode ser realizado em Florianópolis, Campinas e Lisboa. Para agendar uma primeira visita, basta entrar em contato com a nossa equipe.Responsável técnico: Dr. Marcio Littleton, CRM-RJ 820890 / RQE 18853

Florianópolis Santa Catarina