Tayane Rocha
Tayane Rocha
Escritora formada pela UFRJ, copywriter e community manager, sendo especialista no tema de cirurgia plástica desde de 2017.
Criação: 29 fev 2016 · Atualização: 10 jun 2019

Publicidade

Navegação

  • Informações sobre a Hiperidrose
  • O que é a transpiração excessiva?
  • Diferentes tipos de hiperidrose
  • Como saber quando se tenho a transpiração excessiva?
  • Como escolher o médico?
  • Como é a primeira consulta?
  • Como o tratamento para a transpiração excessiva é realizado?
  • Causas da transpiração excessiva
  • Resultados do tratamento contra a hiperidrose
  • Perguntas frequentes
  • Bibliografía
transpiração excessiva

Transpirar excessivamente não é normal

Informações sobre a Hiperidrose

A transpiração excessiva pode ser um problema que gera muito desconforto para as pessoas que sofrem desse mal. Quem apresenta a hiperidrose transpira muito não só nas épocas de calor, mas durante qualquer período do ano, até mesmo em temperaturas muito baixas.

Além disso, se não for tratada, a hiperidrose pode causar fungos, mau odor, irritação em várias partes do corpo e até mesmo problemas na pigmentação da pele. Felizmente, existem tratamentos que podem tratar a transpiração excessiva.

quantidade exagerada de suor

É um problema que afeta o físico e emocional

O que é a transpiração excessiva?

Sudação excessiva,ou hiperidrose, é uma doença conhecida pela a quantidade exagerada de suor que uma pessoa produz. 

Embora esta seja uma doença dermatologica, sabe-se que, na verdade, surge devido a uma falha que pode ter o sistema nervoso. Isto significa que o nosso cérebro envia sinais indicando que é necessário produzir uma grande quantidade de suor, mais do que o necessário, para regular a temperatura corporal.

A transpiração excessiva pode ocorrer na gravidez ou na obesidade, por exemplo.  No entanto, esta doença pode gerar diversos desconfortos, impossibilitando a vida social e desidratação crônica.

Diferentes tipos de hiperidrose

Cada pessoa é um caso único

Diferentes tipos de hiperidrose

A transpiração excessiva possui três níveis, e somente um profissional médico pode apresentar em qual estágio você se encontra:

Hiperidrose primária: Este é o primeiro estágio da doença, onde não há nenhuma causa específica, podendo aparecer em qualquer momento da vida. É considerado o mais comum de todos.
Hiperhidrose secundário:
 Quando há uma desregularização da glândula tiróide, que controla os níveis de hormona do corpo. Este nível da doença causa a falta de nutrientes pelo o corpo, já que a maioria desses nutrientes se perde no suor ou na urina, levando a complicações no estado de saúde.
Hiperidrose grave: Este é o nível de doença crônica onde leva o paciente a sofrer de desmaios por desidratação. Suas causas são desconhecidas e cada paciente deve ter um tratamento específico.

transpiração excessiva doença

Nem sempre a doença se manifesta 

Como saber quando se tenho a transpiração excessiva?

Ainda não se sabe ao certo quais são as causas da transpiração excessiva, há diversas pesquisas que apontam diferentes teorias, mas há um consenso no geral: as pessoas que possuem esse quadro têm a doença desde do momento que nascem

A doença pode demorar mais ou menos anos para se manifestar, levando a pessoa a ter picos de suor em excesso periodicamente. A primeira aparição dos efeitos da sudorese excessiva é mostrada com maior clareza durante a puberdade, isto é, quando a alteração hormonal desperta o que foi mantido adormecido dentro do paciente.

Atualmente, estima-se que cerca de 3% da população mundial sofre de hiperidrose, tanto em homens quanto em mulheres. Outro fato interessante é que 40% dos afetados têm familiares que apresentam características semelhantes, reforçando teorias de ser uma doença hereditária.

Lembre-se de que cada paciente é único, então você também pode encontrar casos em que a pessoa apresenta sintomas de sudorese excessiva muito antes de atingir o estágio da adolescência.

excesso de suor na axila

Consulte um profissional médico

Como escolher o médico?

A especialidade médica adequada para tratar a transpiração excessiva é a dermatologia.

É importante escolher um especialista em hiperidose para lhe oferecer o melhor tratamento para o seu caso, ademais de também indicar se pode haver algum efeito colateral após o tratamento. 

Pesquise sobre o seu profissional e marque uma consulta para conhecer mais sobre o seu trabalho.

 suores noturnos

Cada pessoa pode apresentar um tipo da doença diferente

Como é a primeira consulta?

É necessário que na primeira consulta o paciente diga ao especialista tudo relacionado à sua transpiração excessiva e como isso o afeta em sua vida diária. 

Dessa forma, é possível que o profissional tenha as informações necessárias para saber em qual grau da doença você está, recomendando, assim, o tratamento mais adequado para o seu caso. Por outro lado, o médico também perguntará ao paciente sobre seus hábitos, uma vez que estes também podem influenciar.

Também será avaliado se a doença se manifesta em períodos de estresse, após a alimentação ou em determinados momentos do dia. Por exemplo, há pessoas que sofrem  de hiperidrose noturna.

tratamento para hiperidrose

É possível tratar com botox

Como o tratamento para a transpiração excessiva é realizado?

Graças aos avanços da tecnologia, atualmente existem vários tipos de tratamentos que podem ajudar os pacientes com hiperidrose a controlar os níveis de suor em seu corpo. 

Um dos tratamentos mais utilizados para o tratamento da hiperidrose é a Toxina Botulínica , conhecida popularmente como Botox. Seu efeito é quase imediato e dura aproximadamente 6 meses. 

Mesmo assim, há outros tipos de tratamentos que podem ser utilizados pelo o seu profissional, porém só o profissional pode indicar o melhor para o seu caso.

Causas da transpiração excessiva

Nem sempre é a doença, mas o estilo de vida

Causas da transpiração excessiva

Embora a sudorese excessiva seja causada por condições neuronais, existem elementos externos que podem fazer com que ela apareça ou se intensifique, por exemplo:

  • O calor: parece óbvio, mas as altas temperaturas podem ser prejudiciais para alguém que normalmente, mesmo em climas frios, está sempre suando.
  • Obesidade: Estar acima do peso pode complicar ainda mais a doença, já que o corpo é forçado a trabalhar mais para se manter vivo. Uma pessoa com excesso de peso e transpiração excessiva pode ter vários problemas de saúde, como diabetes, câncer e problemas cardíacos.
  • Dietas inadequadas: ​​Esta é a causa principal na maioria dos casos de hiperidrose, uma vez que os pacientes não sabem que alimentos como o álcool e cafeína, já que aceleram o metabolismo ainda mais. 
  • Estresse: Quando estamos nervosos o nosso sistema nervoso libera diversos hormônios para ajudar no momento de crise, ou até mesmo para resolver um problema. Pessoas que já têm a tendência da hiperidrose sofrem ainda mais com essa estimulação.
  • Outras causas menos frequentes podem incluir:  câncer,  consumo de muitos medicamentos, distúrbios da glicose, doenças cardíacas, doenças pulmonares, Parkinson, menopausa e hipertireoidismo.
resultados tratamento

O resultado é imediato

Resultados do tratamento contra a hiperidrose

O tratamento da hiperidrose com botox consegue normalizar a produção de suor nas axilas, nas mãos e nos pés. Portanto, será capaz de controlar essa doença e também melhorar a qualidade de vida. 

Outro benefício do botox é a recuperação é imediata, não sendo necessário paralizar as atividades diárias, como, por exemplo, o trabalho.

Os pacientes são aconselhados a esperar alguns dias para realizar alguma atividade física e não massagear a área tratada. Às vezes, manchas vermelhas podem aparecer após o tratamento. 

Perguntas frequentes

  • O plano de saúde cobre o tratamento contra a hiperidrose? Isso vai depender do serviço contratado, de toda forma é necessário entrar em contato com o plano de saúde e verificar se é possível.
  • Qual o valor do procedimento? Isso também vai depender de cada profissional e a técnica utilizada, também é necessário avaliar se o plano de saúde vai aderir os gastos dentro do serviço.
  • Quanto tempo demora? Em média cada sessão é bastante curta, se não for cirurgica pode demorar até 1 hora, e caso seja cirurgica dependerá do caso, mas em média 2 horas. 
  • É possível voltar a ter a hiperidrose depois? Dependerá muito de como o corpo vai reagir, mas geralmente em casos cirurgicos o excesso de suor não volta a acontecer, porém se o tratamento for com a aplicação de botox, talvez sejam necessárias novas sessões. De toda forma é muito importante estar em contato com o seu profissional para tirar as suas dúvidas, pois cada paciente apresenta um caso diferente. 

"A informação que aparece nesta web é apenas indicativa e nunca pode substituir a informação que o seu médico, cirurgião ou especialista em estética e plástica deve fornecer. Se você estiver avaliando a possibilidade de realizar qualquer tratamento ou intervenção médica (também em caso de dúvidas ou perguntas), vá diretamente ao seu médico especialista para lhe fornecer as informações correspondentes. Cirurgia.net não garante ou recomenda qualquer conteúdo, procedimento, produto, opinião, profissional de saúde ou qualquer outro material e informação neste guia ou em qualquer lugar deste site."