Depois de anos lutando contra a obesidade e contra o espelho, decidi tomar uma decisão antes de comprometer a minha saúde: fazer a redução de estômago. Hoje completo 10 meses de cirurgia e de 40 kg eliminados, metade da meta colocada pela Dra. Roberta. As mudanças são visíveis não somente por fora, mas também por dentro. Eu sou outra pessoa, sorrio sem motivo e vejo o mundo com os outros olhos. Espero que estas palavras sirvam de apoio e incentivo para quem convive com este problema. Sem dúvida, eu faria tudo de novo.

A minha luta contra a obesidade começou por um método menos invasivo, a banda gástrica ajustável, mas não tive resultados e pedi ao cirurgião para retirar o anel. Não gosto da ideia de ter que cortar o estômago, mas pelo que eu entendi a cirurgia é a única opção que me resta para combater a doença. Eu sei que terei que marcar uma avliação médica, mas antes eu gostaria de conhecer a experiência de quem realizou esta cirurgia, se teve o resultado esperado e como foi a adaptação ao novo estilo de vida.

Tenho que ir me acostumando com a ideia de fazer uma cirurgia bariátrica já que esgotei todas as possibilidades de emagrecer com métodos mais simples, mas antes de tomar uma decisão preciso esclarecer muitas dúvidas. Eu sei que é muito importante passar por uma avaliação com o médico, mas eu prefiro começar por aqui para ir perdendo o medo e até mesmo para chegar mais informado na consulta. O que mais me interessa é saber se esta cirurgia vai me ajudar a controlar a diabetes e a pressão alta. Para mim também é muito importante saber se tem volta atrás no caso de eu me arrepender.

Meu sobrepeso está aumentando e agravando alguns problemas de saúde. Sou muito compulsiva e como tudo o que vejo pela frente, a qualquer hora, seja salgado ou doce. As duas nutricionistas que consultei tempos atrás me recomendaram procurar um especialista para ver a possibilidade de fazer uma duodenal switch. Pelo que eu entendi esta é a minha única opção, mas só de pensar que é preciso tirar um pedaço do estômago, tremo todinha e meu coração dispara. Acho que me deixaria mais calma poder conversar com alguém que já fez esta cirurgia.

E se depois me arrependo?
NatanielCorrrea1966

Não foi nada fácil ter que assumir esta realidade, mas sou consciente que se quero recuperar a minha saúde, vou ter que passar por uma cirurgia de combate à obesidade. Recentemente consultei um especialista e ele me disse que a melhor opção para o meu caso é a duodenal switch. Cheguei em casa e o primeiro que fiz foi pesquisar sobre o assunto na net. Confesso que fiquei bastante assustado quando li que nesta cirurgia é retirado 85% do estômago. Achei uma cirurgia muito agressiva. E se depois me arrependo, como faço se já não tenho todo o meu estômago?

Nunca pensei que chegaria a um ponto de ter que fazer uma cirurgia para evitar de comer e garantir a minha sobrevivência. Esse é o diagnóstico que meu deu mais de um especialista em tratar pessoas obesas. O tratamento que me recomendaram foi o duodenal switch, mas confesso que isso de reduzir o tamanho do estômago e fazer um desvio intestinal me assusta muito. Preciso conversar com outros especialistas para poder esclarecer todas as minhas dúvidas e, principalmente, saber se este é o tratamento mais adequado para o meu caso.

Tenho 48 anos e sou obeso. Já tentei todos os métodos possíveis para emagrecer e não tive nenhum resultado. Estou bastante preocupado porque ultimamente tenho dificuldades para respirar e caminhar, me dói muito o joelho e as costas. Um parente meu, que mora longe, passou por situação igual que a minha e teve que fazer uma cirurgia bariátrica. Estou tentando contatar com um cirurgião na minha cidade, mas estou tendo dificuldades para encontrar um especialista.

Semana passada tive a minha primeira consulta de avaliação para fazer a cirurgia bariátrica e para ser sincera não gostei muito. O especialista me atendeu com pressa, quase não falava e eu saí da sala com mais dúvidas que quando entrei. Não quero deixar que essa primeira impressão afete a minha decisão, por isso gostaria de escutar uma segunda opinião médica e também conhecer a experiência de quem já fez esta cirurgia. Preciso operar quanto antes para melhorar a minha saúde, a imagem e a autoestima.

Sempre tive receio de tomar remédio ou fazer cirurgia, mas a verdade é que eu já tentei de tudo e eu não estou conseguindo combater a minha obesidade através de métodos tradicionais. Estou preocupado porque esta situação está afetando não somente a minha saúde física, mas também a mental. Estou pesquisando sobre o assunto, mas, quanto mais leio, mais técnicas encontro e isso está me deixando bastante nervoso porque não sei qual é a mais indicada para o meu caso. Queria que um especialista me explicasse os benefícios e as vantagens da cirurgia.