Tayane
Tayane
Escritora, copywriter e community manager. Administradora da maior comunidade de cirurgia plástica do Brasil.
Criação: 29 Fev 2016 · Atualização: 28 Jan 2019

Destacado

Navegação

  • Informações sobre a cirurgia reparadora
  • Reconstrução mamária
  • Cirurgia maxilofacial (ortognatica) em adultos
  • Cirurgia maxilofacial em bebês
  • Queimaduras
  • Quem é candidato a cirurgia reconstrutiva?
  • Como encontrar meu cirurgião?
  • O que acontece durante a primeira consulta?
  • Como é o pós-operatório de cirurgias reconstrutivas?
  • Possíveis riscos e efeitos secundários
  • Perguntas Frequentes
  • Depoimentos
  • Bibliografía
imagem

Informações sobre a cirurgia reparadora

Cirurgia reparadora   é um ramo da medicina que lida com a correção de diferentes áreas do corpo que foram afetados por um defeito de nascença, sequela de acidente, tumor ou doença que causou deformação. O principal objetivo deste processo busca recuperar a aparência estética, bem como função e forma a recuperar qualquer parte do corpo afetada. Sua demanda aumentou nos últimos anos. De acordo com pesquisas, 64% das mulheres realizaram a mastectomia , 30% deles optaram pela cirurgia depois reconstrução, e a demanda continua a crescer. Para recém-nascidos, 3% das crianças nascem com algum tipo de deformação que deve passar por cirurgia reparadora iminente ou opcional.

Alguns dos procedimentos a seguir que são possíveis de realizar.
-Reconstrução mamária após câncer
-Defeitos congênitos
-Reparação de lábio leporino e palato fendido
-Deformidades craniofaciais
-Cirurgia da mão
-Reconstrução da cabeça e pescoço após o câncer
-Cirurgia maxilofacial
-Cirurgia microvascular
-Reparação de defeitos pós-operatórios
-Reparação de defeitos pós-traumáticos
-Extirpação e reconstrução no câncer de pele


Em seguida, faremos um breve resumo sobre os procedimentos mais comumente realizados.

imagem

Reconstrução mamária

Este procedimento é realizado em mulheres que, após sofrerem de câncer ou para preveni-lo, devem retirar a mama após uma operação cirúrgica. Então, algumas mulheres decidem reconstruir seus seios em uma cirurgia subsequente. Para isso, existem diferentes técnicas para usar. Às vezes é aconselhável usar implantes de silicone ou solução salina. Tecidos de outras partes do corpo do mesmo paciente ou ambos também podem ser usados. Em geral, o tecido mamário está pronto para implante 2 a 6 meses após a mastectomia. O médico irá ajudá-lo a esclarecer suas dúvidas sobre a técnica. Mesmo na fase final do processo de reconstrução, um mamilo e aréola podem ser criados para fins mais estéticos.

imagem

Cirurgia maxilofacial (ortognatica) em adultos

Concentra-se principalmente na reconstrução de lesões nos ossos do crânio, face e pescoço. Os mais comuns são causados ​​por acidentes de trânsito, mas também podem ser doenças do nascimento, problemas relacionados à mandíbula ou tumores da cabeça e do pescoço. Também inclui todos os tipos de reconstrução facial após queimaduras ou lesões de pele que podem ter sido causadas por câncer de pele. Além disso, como anda de mãos dadas com a cirurgia plástica, o objetivo será sempre reduzir sequelas cicatriciais.

imagem

Cirurgia maxilofacial em bebês

Em relação aos problemas da infância, os mais comuns são as malformações do parto, como lábio leporino, palato ou nariz. Em pacientes pediátricos, é importante consultar em uma idade precoce, pois dessa forma um resultado bem-sucedido pode ser alcançado e deficiências de desenvolvimento, como baixo peso e atraso de linguagem, podem ser evitadas.
Especialistas em múltiplos estágios descrevem os dois tipos mais comuns de condições em recém-nascidos:
Fenda labial: é um defeito no lábio que pode ir de um pequeno entalhe para um lábio totalmente dividido. É usado quando a criança é muito pequena, entre 6 e 12 semanas para realizar a cirurgia de reconstrução.
Fissura de palato: esta cirurgia pode esperar um pouco mais para realizar. O bebê deve ter entre 9 e 12 meses de idade e consiste na reconstrução do palato e, em alguns casos, será necessário retocar o nariz. Também é comum usar uma prótese na criança até que ela possa ser operada

imagem

Queimaduras

Quando as queimaduras atingem uma certa profundidade, elas afetam outras partes do corpo, como músculos e articulações. O trabalho inicial de um cirurgião nesta área será vital para não perder a capacidade funcional e de movimento da parte afetada. O médico também tentará minimizar as cicatrizes que podem permanecer após a queimadura. Isso será importante para não afetar a auto-estima da pessoa. Para isso, enxertos de pele, microcirurgia, retalho livre ou expansão de tecido são utilizados.

imagem

Quem é candidato a cirurgia reconstrutiva?

Um candidato a esse tipo de cirurgia é qualquer paciente adulto ou pediátrico que precise passar por problemas de saúde e limitações físicas a esse tipo de procedimento para melhorar sua qualidade de vida. Em alguns casos, eles serão procedimentos vitais, que não podem ser adiados e nem mesmo de emergência. Por exemplo, quando são causados ​​por acidentes, traumatismos, queimaduras profundas ou emergências pediátricas que podem comprometer a vida da pessoa. Em outros casos, eles serão mais estéticos, como a reconstrução da mama, e haverá tempo de preparação física e psicológica adequado. Por outro lado, desde que o paciente tenha a saúde pré-operatória apropriada e o procedimento seja possível, o médico o considerará um candidato adequado.

imagem

Como encontrar meu cirurgião?

É possível consultar os profissionais de cirurgia plástica no site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, assim você se assegurará que se trata de um profissional do ramo, qualificado e de segurança.

É muito importante certificar que o profissional tem todos os certificados para realizar esse tipo de cirurgia, como o CRM e o RQE. Ademais disso, uma boa relação entre médico e paciente, confiando nos resultados e no seu tratamento.

imagem

O que acontece durante a primeira consulta?

Como com qualquer consulta médica, o médico fará um histórico médico completo e um exame físico para determinar se você é um candidato apropriado para o procedimento. Durante esta consulta, será importante conversar com o médico sobre as expectativas do paciente, as possíveis complicações e riscos. Desta forma, você pode esclarecer todas as dúvidas que podem ser apresentadas sobre o assunto.
É necessário parar de fumar por pelo menos seis semanas antes da cirurgia, porque isso leva a uma melhor recuperação e cicatrização de feridas. Você precisará evitar medicamentos que possam aumentar o sangramento, como aspirina e medicamentos anti-inflamatórios. Antes da operação e dependendo da idade do paciente, o médico exigirá certos exames de sangue para garantir que seja um candidato pré-operatório adequado. Especialmente se o paciente tiver fatores de risco, como obesidade, diabetes ou doença coronariana. Finalmente, é muito importante ter um acompanhante que possa transferir o paciente para sua casa após o procedimento e após o médico ter indicado que ele não será capaz de dirigir e estará sob efeito de medicações sedativas.

imagem

Como é o pós-operatório de cirurgias reconstrutivas?

O tempo de recuperação em cada paciente dependerá da capacidade de se recuperar do paciente e também de como foi todo o procedimento, caso tenha acontecido alguma complicação. Cada procedimento tem uma técnica, duração e complexidade diferentes. A duração do descanso e a recuperação completa também variam de acordo com cada intervenção.
É importante conversar com seu médico sobre o tempo de descanso, o cuidado com as feridas e ir às consultas pós-operatórias pelo tempo que é exigido pelo especialista. O paciente receberá analgésico ou sedativo para dor. Se o paciente ainda sentir dor moderada ou intensa, apesar dos medicamentos indicados, será importante consultar o médico. É importante enfatizar que alguns procedimentos exigirão mais de uma operação para alcançar o resultado médico desejado.

No caso de cirurgia de reconstrução de mama, seu médico pode indicar fisioterapia. Isso ajudará a recuperar a força mais rapidamente e terá mais segurança para realizar atividades diárias. Em outros casos, como cirurgias envolvendo a cabeça e o pescoço, medidas alternativas devem ser tomadas para manter o paciente hidratado e nutrido, uma vez que a capacidade de mastigar e engolir é provavelmente comprometida. Nestes casos, você pode indicar uma dieta baseada em líquidos, moles ou, em casos extremos, usar sonda nasogástrica e / ou hidratação endovenosa. No caso de pacientes queimados, é muito possível que, de acordo com a gravidade e extensão da lesão, a recuperação seja programada em várias etapas da intervenção cirúrgica. Ou seja, várias curas na pele, cirurgias e enxertos. É um processo longo e doloroso em que os médicos trabalham em estreita colaboração com o manejo adequado da dor. Além disso, os membros afetados, sejam braços, pernas ou outras partes do corpo, devem ser submetidos à fisioterapia para não perder sua mobilidade e força muscular. Em queimaduras extensas, a alimentação é muito importante, alguns pacientes precisarão de suplementos e calorias extras que ajudarão a melhorar a recuperação.

imagem

Possíveis riscos e efeitos secundários

É possível que ocorra algumas complicações durante o seu procedimento, mas é importante ressaltar que ao realizar-lo com o profissional mais indicado, é possível diminuir consideravelmente essa possibilidade. Também é muito importante estar em contato com o seu profissional durante o pós operatório, apresentando sempre se houver algum problema durante esse período:

-Infecções na área onde a operação foi realizada
-Acúmulo de líquido seroso claro ou sangue sob a pele que geralmente reabsorve ou de outra forma deve ser removido para evitar infecção
-Tecido cicatricial com aparência rígida ou queloide que geralmente incomoda o paciente esteticamente
-Retenção de líquido conhecido como edema
-Contusões ou também mais comumente conhecido como contusões, embora estes tendem a desaparecer com os dias
-Necrose ou morte de tecido cutâneo ou outras áreas
-Em alguns casos, a ferida pode ser aberta e a ferida deve ser novamente intervencionada

Perguntas Frequentes

  • Correção das partes íntimas, é possível? "Há procedimento para retirada de excesso de pele escrotal. Correções pênianas e até mesmo a correção do excesso de pele devem ser cuidadosamente decididas na consulta médica."  Dra. Rosimara Bonfim
  • Qual o orçamento para a correção de cicatrizes? "Infelizmente não é possível fazer uma previsão de custos no seu caso. O valor de um procedimento cirurgico num caso como o seu varia enormente, dependendo da extensão da cirurgia, se feita com anestesia local ou geral, se precisa de internação ou pode ser ambulatorial, ou até mesmo se é possível ou não melhorar as cicatrizes com cirurgia, infiltrações, ácido,etc.,etc. Sugiro que consulte um profissional, cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plastica e ele lhe dará todas as orientações necessárias." Dr. Julio Morais
  • É possível realizar algum cirurgia para retirar o pmma? "O ideal é ser avaliada por um cirurgião plástico membro titular ou especialista da SBCP. Não há um método que retire o produto mas no caso de intercorrências necessita avaliação individualizada." Dra. Rosimara Bonfim

Depoimentos

"Não poderia estar mais feliz com a minha cirurgia de correção de cicatriz, hoje me sinto outra pessoa sem a cicatriz horrível que tinha na barriga por conta da cirurgia de apêndice de emergência. Recomendo MUITO o Dr. Jorge Hamra, que fez um suuuuper trabalho, e melhorou muito a minha auto estima, hoje não tenho mais vergonha da minha cicatriz que está impecável!"

Ver experiência

carolinealmeida - São Paulo (cidade), São Paulo

"Realizei uma cirurgia plastica no rosto, pois quando tinha 5 anos fui mordida por um cachorro, meu sonho era fazer a cirurgia, pois eu tinha muito trauma e durante a adolecencia nao prendia o cabelo e ja sofri preconceito com apelidos e colegas de escola que riam da minha cicatriz, como nao tinha condiçoes financeiras procurei um medico que sensibilizou se com meu caso e fez a cirurgia quase sem custo, fiquei muito feliz.. mais preciso de mais uma para que meu rosto fique quase perfeito.."

Ver experiência

TatieliErechim - Erechim,

"Eu fiz uma pequena cirurgia plástica no braço para tirar queimadura."

Ver experiência


PalomaAlves1 - Poá, São Paulo

"A informação que aparece nesta web é apenas indicativa e nunca pode substituir a informação que o seu médico, cirurgião ou especialista em estética e plástica deve fornecer. Se você estiver avaliando a possibilidade de realizar qualquer tratamento ou intervenção médica (também em caso de dúvidas ou perguntas), vá diretamente ao seu médico especialista para lhe fornecer as informações correspondentes. Cirurgia.net não garante ou recomenda qualquer conteúdo, procedimento, produto, opinião, profissional de saúde ou qualquer outro material e informação neste guia ou em qualquer lugar deste site."