Tayane
Tayane
Escritora, copywriter e community manager. Administradora da maior comunidade de cirurgia plástica do Brasil.
Criação: 29 Fev 2016 · Atualização: 5 Mar 2019

Destacado

Navegação

  • Informações sobre a Cirurgia de Correção de Estrabismo
  • Qual a causa do estrabismo?
  • Como saber se eu sou um candidato a correção do estrabismo?
  • Com qual médico realizar o procedimento?
  • Como é feito o tratamento?
  • O que esperar dos resultados?
  • Como é o pré e pós operatório?
  • Quais são os riscos?
  • Perguntas frequentes
  • Depoimentos
  • Bibliografía
pessoas vesgas

Informações sobre a Cirurgia de Correção de Estrabismo

Milhares de pessoas no Brasil sofrem com o estrabismo, conhecido no meio popular como “pessoas vesgas”, já que são indivíduos que não tem o alinhados dos olhos, podendo ser puxados para dentro, ou para fora. Esse problema afeta tanto esteticamente quanto fisicamente, atrapalhando na visão da pessoa, fazendo-a necessitar de óculos ou lentes de grau. Normalmente esse problema é resolvido cirurgicamente, e hoje em dia há métodos de correção com a toxina botulínica, conhecida como botox.

estrabismo causas

Qual a causa do estrabismo?

Uma pessoa que apresenta o estrabismo possue a falta de coordenação dos seus músculos dos olhos. Esses músculos trabalham de maneira coordenada para que os olhos estejam sempre na mesma direção, quando queremos olhar para um lado um dos músculos contraem e o outro relaxa, da mesma maneira acontece quando olhamos para a direção oposta.

A problemática do estrabismo não é só estética, já que a pessoa não é capaz de focar em um só objeto o seu cérebro capta duas imagens diferentes, e o sistema nervoso opta por dar enfoque em apenas uma imagem, deixando um dos olhos mais forte do que o outro. O olho mais fraco, dessa maneira, deixa de enxergar bem e fica cada vez mais desalinhado, intensificando o problema.

Geralmente, uma pessoa que tem o estrabismo pode ter diversos problemas que o desenvolvem, como, por exemplo, um acidente cerebrovascular, síndrome de Guillain-Barré, intoxicações na infância e até na idade adulta, diabetes e lesões cerebrais e/ou nos olhos.

correção do estrabismo

Como saber se eu sou um candidato a correção do estrabismo?

É necessário fazer diversos exames para verificar se você está apto para realizar a correção, basicamente eles avaliam a sua saúde diante a um procedimento cirúrgico, diminuindo assim riscos no pós operatório. O seu profissional irá orientar qual o melhor método para você, já que há possibilidade de ser cirúrgico, ou não.

oftalmologista estrabismo

Com qual médico realizar o procedimento?

Para o tratamento de correção de estrabismo você deve buscar um oftalmologista para analisar o seu caso, realizar consultas e procedimento. Para saber se o médico que você procura é especialista no assunto, verifique na página do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Uma das coisas mais importantes é estar conectado e confiante do seu profissional, já que a relação entre paciente e médico é muito importante para as duas partes.

corrigir a visão

Como é feito o tratamento?

É importante alertar que nem todos os casos se faz necessária a cirurgia, o uso de óculos corretivos já podem melhorar o caso por si só. Também há procedimentos não cirurgicos, como a aplicação da Toxina Botulínica (botox), aplicando a toxina exatamente onde há o desvio do olhar, com o intuito de paralisar o lado do desvio, forçando que o músculo contrário fique mais forte e force a volta do olhar ao lugar. Essa técnica pode ser necessária de 1-3 vezes, e vem se mostrando muito eficaz.

Quando o caso é cirúrgico se realiza o procedimento com a anestesia local e a pessoa fica acordada, sendo possível avaliar como estão os movimentos dos olhos com o paciente.  

Realiza-se um pequeno corte da pálpebra do paciente abrindo e dando acesso ao músculo que realiza os movimentos dos olhos, e dependendo do caso há dois tipos de cirurgia, aquela que desprende totalmente de um ponto e se liga na parte de trás do olhos (deixando mais solto e diminuindo a tensão que tinha antes), e a segunda maneira é retirar apenas uma parte do músculo, colocando-a no ponto exato para corrigir a visão, dessa maneira se torna menos tensa e olho fica no lugar correto.

resultados correção do estrabismo

O que esperar dos resultados?

No geral, a maioria dos pacientes conseguem bons resultados com o procedimento e logo desde do primeiro momento já é possível ver a diferença.

O paciente volta no mesmo dia para casa, provavelmente com uma receita para dor como analgésicos, caso seja necessário. É possível que o paciente enxergue um pouco embaçado nos primeiros dias, já que o cérebro precisa se acostumar a nova forma de enxergar, em seis semanas os pontos são absorvidos pelo o próprio corpo.

É comum dos pacientes apresentarem a sensação de “coceira no olho”.

Dependendo do caso e da gravidade do estrabismo, faz-se necessário mais de uma cirurgia, ou aplicação de botox, dependendo qual técnica escolhida. Infelizmente há casos em que a pessoa voltar a apresentar o estrabismo, pois o músculo volta a puxar o olho para onde estava acostumado a enxergar.

visão e tratamentos

Como é o pré e pós operatório?

No pré operatório é importante realizar todos os exames passados pelo o profissional, já que eles avaliaram as suas condições para o tratamento, possibilitando ou não. Essa fase é obrigatória para todos os pacientes.

No pós operatório, recomenda-se usar a proteção dos olhos, tomar os analgésicos, não fazer exercícios, cozinhar, ou tomar banhos muito quentes. Todo esse processo deve demorar de 14 a 21 dias.

Após o procedimento é necessário ter uma pessoa que te ajude a voltar para a casa, já que a sua visão ainda estará embaçada e você terá alguma dificuldade de se movimentar, também é possível apresentar enjoos causados pela a confusão da visão e da anestesia.

riscos do estrabismo

Quais são os riscos?

O procedimento de correção do estrabismo na maioria dos casos não apresenta tantos riscos, só aqueles relacionados a cirurgias, como, por exemplo, hemorragia, reação alérgica, infecções. Um dos fatores realizados a esse tratamento pode ser sensibilidade a luz, tontura, visão embaçada e coceira nos olhos. No casos mais graves a visão pode ser comprometida.

De toda maneira é possível evitar todas essas complicações realizando o procedimento com um profissional qualificado e experiente no ramo.

Perguntas frequentes

  • Quanto custa o procedimento de correção do estrabismo? O valor vai depender da gravidade do caso, da região e do profissional escolhido. Porém, há chances de que o plano de saúde cubra parte do procedimento, geralmente se faz necessário pagar a anestesia, mesmo com o plano.
  • É possível voltar a ficar vesgo depois da correção? Sim, infelizmente há casos em que os olhos, acostumados com o movimento, voltam a puxar o olho (com os músculos) para fora da linha. Por isso é muito importante realizar todo o pós operatório da maneira que o seu profissional indicar
  • Se realiza o tratamento de botox para a correção do estrabismo? Sim, o botox também ajuda porque é capaz de paralisar o músculo do olho, forçando-o a colocar na linha correta. Talvez esse procedimento tenha que ser realizado mais de um vez, mas não é como o botox no rosto para rugas, que precisa de várias aplicações na vida, já que depois de 1-3 sessões a paralisão do músculo já fortalece o do sentido contrário, compensando e deixando o olhar na direção correta. É uma opção não cirurgica para o tratamento.
  • As crianças podem ter estrabismo? Sim, na verdade é o maior público que apresenta esse problema. 

Depoimentos

"Morria de medo de fazer uma cirurgia nos olhos, achei que ficaria angustiada. Mas foi tranquilo demais em alguns minutos já havia acabado. Meu pré operatório o médico me tranquilizou, pingou umas gotas do colírio anestésico e disse “olhe pra frente, está sentindo algo? Estou tocando nos seu olho” e realmente não sentia nada, nem agonia nem nada. Depois daquilo pensei não é tão ruim assim.. e marquei minha cirurgia. Foi a melhor coisa que fiz! É tão bom poder tomar banho e enxergar o próprio pé! Rs"

Ver experiência

Thamirest - Biguaçu, Santa Catarina

"A informação que aparece nesta web é apenas indicativa e nunca pode substituir a informação que o seu médico, cirurgião ou especialista em estética e plástica deve fornecer. Se você estiver avaliando a possibilidade de realizar qualquer tratamento ou intervenção médica (também em caso de dúvidas ou perguntas), vá diretamente ao seu médico especialista para lhe fornecer as informações correspondentes. Cirurgia.net não garante ou recomenda qualquer conteúdo, procedimento, produto, opinião, profissional de saúde ou qualquer outro material e informação neste guia ou em qualquer lugar deste site."