Tratamentos para o rejuvenescimento de joelhos e cotovelos

Por Cirurgia.net
24 Jan 2018
Tratamentos para o rejuvenescimento de joelhos e cotovelos

Com o passar do tempo o corpo começa a perder colágeno e a pele fica menos flexível, o que faz com que comecem a aparecer os primeiros sinais de envelhecimento. Hoje em dia, tanto mulheres, como homens, se preocupam muito com a questão estética, e os tratamentos para a face, assim como para o pescoço, estão na ordem do dia.

No entanto, poucas vezes se presta atenção a regiões como dos cotovelos, e dos joelhos, as quais também sofrem com avanço do tempo. Se tratam de regiões que estão em constante movimento e que, entre os 35 e 40 anos, começam a mostrar os sinais de envelhecimento. São normais os casos de pele desidratada, flácida, e com o surgimento de rugas. Em alguns casos, aliás, é comum também se notar o escurecimento da pele dessas zonas.

Na realidade, os cotovelos e os joelhos são dois grandes delatores dos anos de juventude que vão ficando para trás. Porém, não há motivo para alardes, já que atualmente há diversos tratamentos voltados para as duas regiões. Alguns, inclusive, podem ser combinados para que os resultados sejam ainda mais surpreendentes.

Mesoterapia para cotovelos e joelhos mais jovens

Nesse caso, o que ocorre é um tratamento nas zonas por meio de microinjeções de diferentes substâncias, como vitaminas, aminoácidos, oligoelementos, e silício orgânico. A combinação e a proporção dos elementos são feitas de acordo com as necessidades de cada pessoa. O habitual é fazer entre 4 e 12 sessões em um ano.

Carboxiterapia para o rejuvenescimento de cotovelos e joelhos

Aqui se trata da utilização da carboximetilcelulose ou da hidroxiapatita para fazer com que o corpo gere mais colágeno de maneira natural, o que faz com melhore o aspecto dos cotovelos e dos joelhos.

Os resultados podem ser notados de forma quase que imediata, porém, se requer uma manutenção para que se prolonguem com o passar do tempo.

Ácido hialurônico para lutar contra o envelhecimento de cotovelos e joelhos

O ácido hialurônico é uma substância muito usada dentro do mundo da medicina estética, sendo também aplicada em cotovelos e joelhos. As técnicas mais avançadas implicam em adormecer a área a ser tratada com pomada anestésica e fazer infiltrações de ácido hialurônico para que se crie uma malha regeneradora abaixo da pele. Em seguida a região é esfriada para que a pessoa possa voltar às atividades com normalidade.

Radiofrequência e ultracavitação para rejuvenescer cotovelos e joelhos

shutterstock-566470939.jpgAmbas as técnicas oferecem bons resultados na hora de rejuvenescer os aspectos dos cotovelos e dos joelhos. Porém, quando realizadas de maneira conjunta, o resultado é realmente espetacular, já que tratam de diferentes problemas.

Com a radiofrequência de aplicação direta sobre os joelhos e cotovelos é possível reduzir o excesso de pele que com frequência se acumula sobre as articulações. Já a ultracavitação implica no uso de ultrassons que se encarregam de romper as células adiposas, o que faz com que a gordura acumulada seja eliminada.

Isso faz com que os cotovelos e os joelhos passem a apresentar um aspecto muito mais liso. A ultracativação, aliás, não possui nenhuma contraindicação e, depois de passar por ele, o paciente pode inclusive praticar esportes normalmente.

É possível uma operação?

As celebridades dificilmente dizem não a tratamentos estéticos novos que podem significar uma mudança positiva de imagem. São varias as atrizes, assim como Demi Moore, que buscaram por cirurgiões especializados para melhorar o aspecto dos joelhos.

Em casos assim, o que se faz é eliminar a pele em excesso para que toda a zona, o que propicia um aspecto mais jovem e firme. O inconveniente de uma operação desse tipo é a dificuldade em se esconder as cicatrizes nos joelhos, assim como nos cotovelos. O paciente consegue uma pele mais esticada, no entanto, em contrapartida, fica com as marcas da intervenção.

Como manter os cotovelos e os joelhos em boas condições?

Não podemos lutar contra o passar do tempo, mas podemos tomar medidas para que os sinais de envelhecimento em zonas delatoras, como cotovelos e joelhos, se notem menos.

O primeiro passo é fazer uma boa esfoliação das zonas entre uma e duas vezes por semana. Se a região começa a escurecer com o passar do tempo, você pode aplicar soluções caseiras, como esfregar limão no local três vezes por semana. Aliás, a dica é fazer isso pela noite para evitar que o sol cause a aparição de manchas por causa das substâncias cítricas da fruta.

Outro aspecto básico é a hidratação. Para conseguir bons resultados, os cotovelos e os joelhos devem ser hidratados todas as noites.

O esporte como alternativa

O esporte não evita o envelhecimento, no entanto, faz com que os músculos fiquem mais fortes, assim como contribui para que a pele fique menos flácida. Desse modo, o esporte é muito positivo para manter os cotovelos e os joelhos jovens.

A prática de esportes, no entanto, exige um cuidado especial com as articulações, já que pode causar danos. Porém, há exercícios específicos que ajudam a reforçar tais zonas do corpo, assim como a melhorar a funcionalidade e a parte estética.

O spinning, o yoga, o pilates, o padel, ou os exercícios com peso são boas opções para trabalhar as articulações e mantê-las em bom estado.

Cuidados com o sol

shutterstock-367237913.jpg

Todos sabemos como o sol pode ser noviço para a pele, o que faz com que seja muito importante o uso de protetores. O que talvez você não saiba é que, ao tomar uma série de precauções, o sol pode ser um aliado para melhorar o aspecto dos cotovelos e dos joelhos.

A primeira coisa que deve fazer é aplicar protetor solar também nessas áreas. Além disso, ao tomar sol, procure manter os joelhos esticados ao máximo, o que evita que elas fiquem mais escuras que o restante da pele.

Alimentação e hidratação

Para que as suas articulações apresentem o melhor aspecto possível, você não pode esquecer de seguir uma dieta saudável, a qual contenha todos os nutrientes essenciais ao corpo. Outra dica é a hidratar, consumindo ao redor de 2 litros de água ao dia.

Está interessado neste tratamento?
As informações são gratuitas!

As informações que aparecem em Cirurgia.net em caso algum podem substituir a relação entre o paciente e seu médico. Cirurgia.net não faz qualquer apologia a um tratamento médico específico, um produto comercial ou um determinado serviço.

0 comentários

Destacado

Contate um médico