Informações sobre o tratamento

Tempo intervenção
1-2 horas
Anestesia
Local
Hospitalização
Não é necessária
Recuperação
7 dias
Efeitos
Imediatos
Resultados
Permanentes

O que o custo pode incluir

  • Gastos com hospital
  • Cirurgia
  • Anestesia
  • Revisões

Vantagens

  • Melhora a aparência das orelhas
  • Corrige as orelhas de abano
  • A cicatriz fica escondida
  • Aumenta a autoestima do paciente

Resultados esperados e riscos

Os resultados podem ser vistos já nos primeiros dias. Os riscos da otoplastia envolvem sangramentos, infecções, falta de simetria, problemas de cicatrização e perda de sensibilidade.

A intervenção

A técnica utilizada durante a cirurgia depende das necessidades do paciente. Normalmente, é realizada uma incisão atrás da orelha, removendo o excesso de cartilagem e de pele. A abertura é fechada com suturas, mantendo o novo formato e posicionamento das orelhas.

Cuidados após a intervenção

É recomendado repouso de 1 ou 2 dias. Depois desse período, as atividades podem ser retomadas aos poucos, sem movimentos bruscos e sem pressionar a região operada. Durante os primeiros dias, é indicado o uso de faixa que ajudará na cicatrização e manterá o posicionamento das orelhas. Durante 45 dias, deve-se evitar dormir de lado e tomar sol.

Contraindicações

A otoplastia é contraindicada para pessoas com problemas circulatórios, cardiovasculares e de coagulação. Também não é indicada a gestantes e mulheres em perídodo de amamentação.

O conteúdo publicado por Cirurgia.net é apenas informativo e orientado a compreender, de forma geral, em que consiste um tratamento em condições normais. Esta informação não pode ser considerada, em nenhum caso, como conselho médico.

Experiências

Ver todas

Me chamo Israel e tenho 33 anos. Consegui realizar a minha cirurgia e vou contar para vocês como foi. Na metade 2014 fiz uma otoplastia, a cirurgia das orelhas e estou me sentindo melhor. Mas não gostei muito do resultado, porque acho que uma orelha ficou mais aberta que a outra. Com certeza ficou melhor que antes, mas não sei o que aconteceu, só posso dizer que não ficou do jeito que eu queria. O profissional que me atendeu é muito bom, não tenho dúvida, é super experiente na área. Mas ele não me perguntou que resultado eu esperava. Agora vou esperar juntar um dinheiro para fazer uma correção e ter um resultado perfeito. Espero que com esse meu depoimento eu possa ter ajudado quem está pensando em realizar uma cirurgia também.

3 comentários

Tenho vergonha em socializar com as pessoas pelo fato de achar que eles estão olhando pra minhas orelhas e me zoando. Meu sonho desde nova sempre foi fazer essa cirugia ... Minha orelhas me traz transtorno psicológico principalmente quando alguém fala que elas são grandes peço pra morrer

2 comentários
Olá a todos. Me chamo Carolina e tenho 27 anos. Nasci com um par de orelhas de abano bem acústicas (rs!). Aquela expressão "aprender de ouvido" caiu em mim como uma luva. Desde cedo fui autodidata para aprender música e acho que tive boa ajuda. Bailarina, dançarina de salão, nadadora, jogadora de vôlei. Um pouco de cada coisa que eu quis ser. Mas dentro da bolsa, sempre uma faixa. Os ombros só não eram pra frente porque a professora de dança puxava pra trás. Andava com os olhos para baixo, fugia do vento no cabelo, não mergulhava na praia perto de alguém e já saia da água puxando o cabelo pra frente. Em cada foto eu me certificava de que o cabelo estava cobrindo as minhas orelhas antes de sorrir para a câmera. Ao beijar, não deixava que tocassem com as mãos no meu rosto pra não perceber os volumes laterais que eu escondia. E aquela conversa ao pé do ouvido? Nunca tive. Penteados e tranças? Nunca fiz. Cheia de manias, que fui aperfeiçoando pra não deixar que ninguém percebesse o meu ponto vulnerável. Na adolescência enrolei os cabelos e não os prendi. Não até o mês passado. Já tive oportunidade de fazer a otoplastia antes mas tive medo da dor, depois de não dar certo, depois de me ausentar muito dos afazeres, depois por não ter condições financeiras. Um problema sendo adiado e eu teria feito isso há muito tempo se eu pudesse ter a experiência, por 5 minutos, de sentir o que hoje sinto ao me olhar no espelho. Parece clichê, como dizia minha mãe: "para de palhaçada, levanta as mãos pro céu e agradeça a Deus pela orelha que você tem, por escutar e para com essa mania de ficar se diminuindo por besteira". Mas não era besteira pra mim. Cresci numa família que achava que cirurgia plástica era coisa pra rico "besta" que não tem com o que gastar. Ficar mudando o corpo pra quê se Deus faz tudo perfeito! Um dia vi um artista dizendo "tem gente que nasce feio mas vem engraçado pra compensar a feiura". Daí eu pensava "Meu Deus, o que será que eu tenho pra compensar esse par de orelhas de abano tão sinistro? Engraçada eu não sou." Cheia de manias, de 'não me toques'. Precisei de maturidade e experiência pra compreender que o momento certo foi há um mês e não há muito tempo. Sabe, o problema era aqui dentro e eu não me aceitava assim. Sou casada, contadora e hoje, ao me preparar para a carreira militar, me vi num dilema. Como vou poder esconder os cabelos? E então, diante de uma situação inadiável, já no limite da idade, me submeti à otoplastia. Pesquisei bastante e quase desisti com tantos relatos de 'retoques' e deformações pós cirúrgicas. Encontrei o Dr. Flávio Távora e com a sua experiência e competência, me senti inteiramente segura e atualmente estou muito feliz com o resultado. Lembro-me bem da cirurgia, quando me perguntou "Tá tudo bem? Gosta de música? Vou ligar o Spotify aqui" e descobri que o aplicativo tem uma coleção chamada "Cirurgia" pra pacientes ansiosos e tensos como eu. Ainda estou no pós cirúrgico. Hoje faz 45 dias e estou retornando à atividade física leve. Me submeti à cirurgia com anestesia local, então senti tudo, escutei tudo, sem dor mas o coração na mão. A cirurgia é um pouco tensa e minhas orelhas precisaram de mais do que 2 horas para um resultado satisfatório. Deram um trabalhinho. O pós cirúrgico está sendo a parte mais chata. Aprendi a dormir de barriga pra cima, a esperar 18 dias pra lavar um cabelo longo (e caiu cabelo hein, benzadeus!). Dava pressão nas orelhas pra olhar para os lados, o travesseiro na nuca parecia que empurrava as orelhas pra frente. Evitei sol (eu amo sol), caminhada, bebida alcoólica, abaixar, passear, namorar (tente se for capaz!!!). Mas tudo é passageiro. Hoje já faço tudo isso aê, até dormir de lado, chego a babar de tão bom....rsrsrs! Meu cirurgião é um excelente profissional, mas nada substitui um bom zelo no pós cirúrgico, que é a parte mais demorada e importante na manutenção dos pontos e da reconstituição do trauma sofrido por dentro. A parte mais chata hoje é a faixa pós cirúrgica (preço ótimo a da marca Yoga), que chega a assar a pontinha da orelha e daí vem todo o cuidado de hidratar bem e mantê-las bem limpas! Agora estou aqui, escrevendo, com um monte de material para estudar. A faixa pós cirúrgica está na cabeça e daqui a uns dias quando for tirá-la, não precisarei de mais nenhuma outra. Já comprei boné, elásticos, vejo penteados pro dia-a-dia, já me olho no espelho e coloco os ombros bem pra trás. Com o passar dos dias as orelhas vão tomando um formato mais natural, desinchando, voltando à sensibilidade (elas podem ficar dormentes, é normal!). Agora é nova adaptação. É hora de deixar as manias de lado e deixar os cabelos voarem ao vento, literalmente de cabeça erguida.
3 comentários

eu fiz uma correção de orelha de abano, só que ao passar dos dias a cirurgia deu errado os pontos arrebentaram e a orelha voltou a abrir. sofri muito bullying preciso corrigir este erro porque continuo sofrendo bullying com essas orelhas de abano. guardo na memória os bullyings de orelha de abano, então fiz a cirurgia e deu errado, alegria durou pouco. preciso e necessito corrigir este erro urgente e o mais rápido possível. eu fiz essa cirurgia para corrigir orelha de abano nos órgãos públicos mas a cirurgia com aqueles pontos que ficam para sempre definitivo deu errado me dando um pesadelo enorme se tornando de bullying a um pesadelo que me chegou a depressão preciso corrigir este erro para ser feliz

2 comentários

Vídeos

Ver todos

Temas do fórum

Ver todos
Temas Mensagens Última mensagem
10 23 Mai 2017
6 24 Nov 2016
5 18 Nov 2016
Pergunte ao médico

perguntas

Ver todas

Eu queria saber se tem como tira um caroço que nasceu na minha orelha por causa de um brinco . Gostaria de saber se tem como tira

Ainda não tem respostas

Artigo

Ver todos
Otoplastia com fios de sustentação

Otoplastia com fios de sustentação

Técnica oferece resultados naturais, sendo realizada por meio de microincisões. Além disso, é indicada para todas as idades.

Cirurgia.net  · 26 Mar 2017 Ler mais

Centros destacados

Ver todos

Dr. Eduardo Passamai

Se você está pensando em realizar uma cirurgia plástica estética ou reparadora, conte com a experiência do Dr. Eduardo Passamai. O profissional está em contínuo aperfeiçoamento para aplicar as técnicas mais adequadas no atendimento de cada paciente.EspecialidadesMembro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, o Dr. Eduardo Passamai, CRM-ES 7766 / RQE 6964, está preparado para atuar com cirurgias para a remodelagem do contorno corporal e também intervenções faciais. Todos os procedimentos são realizados em ambiente hospitalar devidamente equipado, proporcionando total segurança.LocalizaçãoEntrando em contato você poderá marcar uma primeira avaliação, estamos ao seu dispor. As clínicas estão localizadas nas cidades de Vitória e Vila Velha, aguardamos sua visitaResponsável técnico: Dr. Eduardo Passamai, CRM-ES 7766 / RQE 6964

Vitória (Espírito Santo) Espírito Santo

Clínica Dra. Loriti Breuel

4 recomendações

A Clínica Dra. Loriti Breuel é centro de cirurgia plástica e estética médica moderno, atualizado e altamente profissional. Nossa estrutura dispõe de amplas salas de espera, para consultas, exames, fotos e ambiente adequado para a realização dos procedimentos.EspecialidadesÀ frente das atividades da clínica está a experiente Dra. Loriti Breuel, CRM-SP 37464 / RQE 28152, cirurgiã que conta com mais de 25 anos de atuação na área. A doutora atende seus pacientes com carinho, dedicação e presteza, trabalhando de forma minuciosa e detalhista em cirurgias plásticas estéticas e reparadoras. Possui título de especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e é membro fundador da Sociedade Brasileira de Medicina e Cirurgia a Laser.LocalizaçãoA clínica está localizada na cidade de São Paulo e você pode agendar uma consulta entrando em contato com a nossa equipe. Será um prazer receber-lhe!Responsável técnico. Dra. Loriti Breuel, CRM-SP 37464 / RQE 28152

São Paulo (cidade) São Paulo

Instituto Mattioli de Cirurgia Plástica

O Instituto Mattioli de Cirurgia Plastica é especializado em cirurgia plástica de face, nariz, mama, cirurgias plásticas corporais e transplante capilar FUE sem corte. Oferece tratamentos que aliam resultados naturais, segurança e técnicas consagradas na área em nível nacional e mundial.EspecialidadesO cirurgião plástico Dr. Fernando Mattioli, CRM-SP 96113 / RQE 61279, conta com 20 anos de experiência, tendo aperfeiçoamento nos EUA, Itália e Espanha. Todos os pacientes são operados pelo cirurgião plástico nos melhores hospitais de Campinas, Mogi das Cruzes, Jundiai e São José dos CamposLocalizaçãoEntre em contato com a equipe pelo formulário para dúvidas e agendamentos. As sedes do Instituto Mattioli de Cirurgia Plastica ficam na cidade de Campinas, Jundiai, Mogi das Cruzes e São José dos Campos.Diretor geral: cirurgião plástico Dr. Fernando Mattioli, CRM-SP 96113 / RQE 61279membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica com título de especialistamembro do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC)membro da ABORLCCF com título de especialistamembro da ABORLCCF com título de especialistamembro da ABCCMF,membro da International Society of Hair Restoration Surgery (ISHRS)

Campinas (São Paulo) São Paulo