Depilação a laser: conheça as diferenças entre os aparelhos

 · 
Depilação a laser: conheça as diferenças entre os aparelhos

A cada dia que passa a depilação a laser vem ganhando mais espaço entre os brasileiros. Muitos escolhem a técnica por sua eficácia, enquanto outros fogem de métodos mais dolorosos e buscam uma opção mais cômoda.

Além disso, a depilação a laser oferece um resultado mais duradouro, sendo, inclusive, buscada por homens que querem se livrar do excesso de barba. Porém, ao contrário do que muita gente pensa, não é utilizado o mesmo tipo de laser para todas as regiões do corpo. A densidade do pelo, a região do corpo e a cor da pele influenciam no tipo do laser utilizado. Vamos conhecê-los?

Laser Alexandrite: pouco doloroso e para pelos mais finos

É um tipo de laser bastante usado para depilação de pelos mais finos, como na região do buço, por exemplo. Além disso, a técnica combina o laser com um gás que resfria pele antes, o que evita queimaduras e propicia uma depilação menos dolorosa. No entanto, o laser Alexandrite é indicado para somente para peles claras. Isso porque, ao entrar em contato com peles escuras ou muito bronzeadas, pode causar queimaduras e manchas devido sua ação que busca a melanina concentrada na região do pelo.

Laser Nd: Yag: para peles negras e pelos grossos

Como comentamos, o laser Alexandrite é contraindicado a peles escuras e para mostrar que existe outras opções, falamos da depilação com laser Nd:Yag. A depilação a laser Nd:Yag possui menos afinidade com a melanina, desse, modo, é o mais seguro para peles morenas. Também é eficaz contra pelos grossos.

Apesar de ser eficaz para peles escuras, o Nd:Yag é contraindicado para peles bronzeadas. Além disso, tem pouca eficácia com pelos brancos e possui uma ação um pouco mais dolorosa.

shutterstock-391968673.jpg

Laser de diodo: mais populares e menos dolorosos

Deixamos para falar por último da depilação com laser de diodo, que possui diferentes potências e é usado para casos distintas. No entanto, é considerado o mais popular, mais seguro e menos doloroso.

  • Soprano XL: é classificado como o menos doloroso por realizar vários disparos, mas com menos energia e, por isso, aquece e danifica menos a pele. No entanto, exige mais sessões e possui menos eficácia em peles escuras, justamente porque o laser busca o pigmento escuro do pelo.
  • Milesman: possui uma ponteira refrigerada a -3ºC, o que proporciona um tratamento mais cômodo. Também é mais rápido e aconselhado para a depilação de grandes áreas do corpo. Além disso, é indicado para todos os tipos de pele.
  • LightSher: é um tipo de depilação a laser que atua diretamente na raiz, enfraquecendo-a e reduzindo o crescimento de novos pelos. Além disso, esse tipo de depilação a laser é indicado para todos os tons de pele. A técnica se divide em dois tipos de laser: o LightSheer ET, que produz um feixe de luz concentrado e é indicado para tratar áreas menores, e o LightSheer Duet, um tipo de laser praticamente indolor e indicado para áreas maiores por sua velocidade e eficácia.

Vale destacar que cada tipo de depilação a laser vai requerer cuidados específicos durante os primeiros dias. Além disso, o número de sessões vai depender da região do corpo, da densidade do pelo e da cor da pele. Por isso, é fundamental contar com um profissional especializado e credenciado para o uso da técnica.

Já realizou uma depilação a laser? Então compartilhe sua história em nossa sessão de experiências!

Cirurgia.net

Comentários (2)

Iedafazani

· Goiânia

Lembrando que o laser Light Sheer também tem a ponteira resfriada, e é o que menos propicia e recidiva do pêlo, ou seja o único que proporciona a depilação definitiva progressivamente.
Responder
Karina_CirurgiaNet

· São Paulo (cidade)

Obrigada pela informação, Iedafazani! Fique à vontade também para participar do nosso fórum ajudando a tirar dúvidas das usuárias: http://www.cirurgia.net/depilacao-laser/forum Abraços!
Responder
Contate um médico